segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Conto: A Espera d`Ela

Lá vai ela, toda prosa, linda, inteligente, elegante, educada, tímida e contemporânea como tempo, assim como extrovertida com os que merecem conhecer esse seu lado tão peculiar.
Você não puxou a mim, diz sua mãe:
 - Nunca foi namoradeira!
Mais ela foi sim ... teve grandes paixões, grandes decepções, nas quais guardou-as apenas para si. Sempre foi assim independente de ganhar ou perder, ninguém nunca precisou saber, afinal isso não afetaria nada.
A verdade é que Ela é sempre com um amor diferente dos dias de hoje, Ela é com um amor de verdade. Na metade da sua vida, Ela aprendeu um pouco sobre os homens e seus interesses e simplesmente torna-se mais fácil para uma inda mais exigente.
Por muito bonita, Ela atraia sempre muitos olhares, porém sem sinceridade alguma em sua grande maioria.
Hoje em dia tudo está muito diferente, tudo é um jogo de interesse. Amigas, não muito bem, apenas esperando uma chance com seu amor, um amor, um amor, um amor, um amor, um amor, um amor, Vil, inescrupuloso, diferente daquele muito sonhado por toda garota, adolescente, mulher: O Príncipe Encantado.
Opa! Perai, não vai pensar que uma idealização de um príncipe encantado para Ela era igual ao dos desenhos animados, não, não, Ela sabia que seria utopia demais.
Ela possui e ainda possui um hobbie: 
Adora ler Sempre a diferença de todos os seus sentimentos, Ela sempre se sentiu meio diferente do mundo, e mesmo, nunca sequer, se esforçar para que fosse o contrário.
Através de suas inúmeras e constantes viagens em seus livros, fez com que Ela desde muito cedo, forma-se um estereótipo de homem não qual, queria para si mesma.
O homem ideal deveria ser: franco, honesto, leal, divertido (afinal e que seria de Ela não é houvesse alguém com quem ela pode ser um idiota sempre que desse vontade?); Deveria ser amigo, companheiro, mais o melhor e maior qualidade na qualidade Ela dava extrema importância, tanto quanto ao quesito "divertido", era o cara ser altruísta. 
E, simples assim, você está achando que Ela é uma louca, ou talvez nenhum fundo nem saiba o que isso significa, e garanto que, significa muito mais na vida, fazer isso em um simplório dicionario ... 
Quantas vezes um homem te ajudou, com algo, muito mais, mais complexo possível, sem ser seu amigo ou sem esperar e até mesmo arquitetar algo de volta. Um olhar, um beijo, uma noite de prazer quebra-cabeça, enfim, mais uma figura para o seu álbum? 
Quantos já o convidaram para sair, sem expectativa e uso de artimanhas para o "fisgar" você não faz a noite?
Quanto a encontraram, talvez em dificuldade financeira e de ajuda, declaradamente mostrando que aquilo nada mais era, que uma moeda de troca, e "moeda" em questão, tratava-se de seu corpo?
Ela a cada ano que passa, no qual, encontra-se no processo natural e inevitável do envelhecer, tem uma maior convicção de que não é isso que almeja.
Esse "ser" estranho no qual vive em seu mundo e que, não tem como ser humano normal, então amou duas vezes na vida.
O primeiro no qual guarda até hoje com um carinho em seu coração e acompanhar uma distância, um torcendo sempre pelo melhor, tinha todos os pré-requisitos para ser odiado, mas bastou um gesto, de lealdade e honestidade, para eternizar-lo para sempre Coração ... mais isso é um comentário para outra história.
Segundo e último, está encravado em seu coração para os dias de hoje, alguém que, entre tantos predicativos mantem-se presente, os mais importantes: ele é sempre um eterno moleque um convicto altruísta, mesmo que talvez, ele muitas vezes ou Até mesmo nunca, se dera conta disso ou pelo menos enxergar como coisas por esse angulo.
Ele entrou na vida de Ela, em seu momento de pior, em que não há nenhum sopro de esperança e além de ser seu amigo de cachorro, mesmo que distante, tem um amor tão grande,
Ele não pensa duas vezes antes de se atirar em um penhasco para salvar Ela, ele ama tanto, que simplesmente se acha indigno perante a mesma, porém exita um minuto em preservar-lá e até mesmo socorre-la.
E assim como segue seu caminho solitário com apenas uma única lembrança, uma única sensação, de um único e primeiro beijo, mais sem esperar nada em troca, praticando o mesmo altruísmo que recebe, sonhando que, quem sabe um dia, antes que o Seu tempo na terra acabe, ela pode enfim, ser feliz.
Lindaiá Campos